terça-feira, 17 de novembro de 2015

TODOS SOMOS FRANCESES - Homenagem ao "Bataclan" e aos que aí perderam a vida e os amigos

A sala parisiense de espectáculos Bataclan foi o local mais atingido pelo cobarde ataque terrorista da passada 6ª feira.

A sala foi construída em 1864, pelo arquitecto Charles Duval, inaugurada em 3 de Fevereiro de 1865, comemorando este ano o seu 150º aniversário.

Foi projectada num estilo oriental, imitando um pagode chinês e foi buscar o seu nome à opereta, passada num ambiente "chinês", "Ba-Ta-Clan", da autoria de Jacques Offenbach, representada em 1855.

Construída como um café-concerto onde se realizavam espectáculos de vaudeville, tendo sido restaurada em 1910, foi nessa sala que Maurice Chevalier começou a sua carreira de sucesso.

Em 1926 foi transformada numa sala de cinema, sendo parcialmente demolida em 1950, para a adaptar aos novos padrões de segurança e em 1969 deixou de exibir a 9ª arte, para passar a  ser uma sala onde se realizavam bailes (alguns organizados e frequentados pela comunidade portuguesa de Paris), espectáculos de circo  e, principalmente nos tempos mais recentes, de musica pop e rock, nela tendo actuado alguns dos nomes mais importantes da musica popular.

Em 2006 voltou a ser restaurada e pintada, passando a ter a imagem actual.

No dia 13 de Novembro aí actuava a banda norte-americana Eagles of Death Metal, banda de rock alternativo que contava com musicos de bandas famosas como os Nirvana ou os Queen of Stone Age.

Este último concerto foi fotografado por Manu Wino que publicou essas fotografias na sua página do facebook, que reproduzimos em baixo, oferecendo o direito de publicação gratuita a  quem o quiser fazer, porque, segundo ele,  "a vida continua. Porque eles não podem ganhar. Porque é horrível e porque ninguém consegue voltar à sua vida normal. Porque demasiados amigos (conhecidos ou não) morreram na noite de sexta-feira. Porque é apenas rock & roll".

Estavam previstos vários espectáculos, programados para o final deste ano, um, dos Deftones, para o dia seguinte, e  para o principio do próximo ano, tendo  essa programação sido suspensa.

Desejamos que o "Bataclan" regresse rápidamente a marcar a festa parisiense, a melhor maneira de derrotar os terroristas.




















O Dia Trágico (as sete primeiras fotos são de Wino Manu) :









As últimas imagens do espectáculo:


O Estado em que ficou a sala:

Depois doatentado:




Alguns espectáculos programados e, por agora, suspensos:



Enviar um comentário