quinta-feira, 11 de outubro de 2012

ESTAMOS SOLIDÁRIOS PARA COM OS JORNALISTAS E TRABALHADORES DO JORNAL "PÚBLICO".

Já restam, em Portugal, poucos orgão de comunicação social com coragem para denunciar a corrupção ética das nossas  elites políticas, sociais e económicas.

O diário "Público" tem sido um dos raros  pilares da imprensa séria e de referência em Portugal, com coragem para denunciar situações como aquela que revelamos no nosso post anterior e que envolvem Passos Coelho e Relvas.

Não sei se isto é "teoria da conspiração", mas não deixa de ser  coincidência a mais que este tenha sido o momento escolhido para fazer pender a ameaça de despedimento a dezenas de jornalistas e trabalhadores daquele jornal.

Com uma redução tão drástica de jornalistas, numa época com a actual, é a liberdade de imprensa que mais uma vez está em risco.

A única coisa que posso fazer, como leitor diário desde o primeiro número desse excelente projecto jornalistico como tem sido o "Público", é enviar daqui a minha solidariedade para com os profissionais que tão bom serviço têm prestado à lberdade de informação em Portugal.

Sem comentários: