quinta-feira, 8 de outubro de 2015

PRAGA - PRAÇA DA CIDADE VELHA


Praga é formada pela união de várias antigas cidades medievais.








No centro fica "Staré Mestro", coração de Praga e no centro desta a "Praça da Cidade Velha" entre a Igreja de Nossa Senhora de Tyn,a este, o segundo edifício religioso mais importante de Praga ( o primeiro é  Catedral de S. Vito, no "Castelo") e o edifício da antiga Câmara Municipal, a oeste, com o  torre onde está o famoso relógio astronómico restaurado no século XVI.















A  construção da Igreja de Tyn iniciou-se em 1365 e foi, até 1620, o centro espiritual do hussismo, o movimento reformista checo.e simbolo da identidade nacional Checa.





No centro da Praça ergue-se a imponente estátua dedicada a Jan Hus.



Quase todos os importantes acontecimentos da história checa tiveram esta praça como referência.

As fachadas dos edifícios que cercam a praça fazem a síntese de todas as épocas que podemos encontrar na arquitectura da cidade, desde ao românico, ao modernismo, passando pelo gótico, pelo renascentista,pelo barroco e pelo rócócó.








Dirigindo-nos para a saída oeste da praça, seguindo o conjunto urbano pegado à fachada do relógio astronómico deparamos com a Casa da Esauina "Ao Minuto" (Dum U Minuty), totalmente coberta de esgrafitos de cenas bíblicas, casa na qual viveu, durante sete anos, a família de Franz Kafka.



A partir da Praça da Cidade Velha podemos ter acesso a algumas das zonas mais importantes da cidade.

Para sul pela "Melantrichova" e continuando pela "No Mutsku", desembocamos na icónica Praça Venceslau.



Para Oeste, passando pela praça "Malé" coberta de arcarias e esplanadas, seguimos até à "Karlova" e chegamos à mítica Ponte Carlo IV.



Para Norte, pela "Parizka" que faz juz ao nome, pois remete-nos para as fachadas que nos fazem lembra as avenidas parisienses, vamos ter à antiga e martirizada zona da judiaria, com o seu impressionante cemitério.


Para Este, pela "Celetna" vamos ter à misteriosa "Torres da Pólvora" e desembocamos na Praça da República dominada dominada pela Casa "Obecní" (ou Casa Municipal), um dos grandes símbolos do nacionalismo checo do século XX, exemplo máximo do modernismo checo.




Mesmo que não consigam visitar mais nada em Praga, a Praça da Cidade Velha e as ruas vizinhas são fundamentais para se ficar a conhecer alguma coisa da arte, do urbanismo e da vida desta cidade.

Sem comentários: