quinta-feira, 15 de outubro de 2015

COMEÇA HOJE : FOLIO – FESTIVAL LITERÁRIO INTERNACIONAL DE ÓBIDOS


Tem hoje início o Festival Internacional de Óbidos, que decorrerá nesta vila medieval até ao próximo dia 25 de Outubro.

O festival não será só feito de literatura, também tem musica, cinema e exposições. 

A programação, que inclui eventos de entrada livre e outros pagos, pode ser consultado AQUI.

Entretanto divulgamos uma reportagem mais completa, da autoria de Nelson Rodrigues, publicada na página online Lifecooler:

Livros, histórias e trinta por uma linha em Óbidos

por Nelson Jerónimo Rodrigues
 in Lifecooler, 14-10-2015

"Durante 11 dias, a vila medieval enche-se de escritores e leitores, músicos e ouvintes, artistas e foliões. Juntos prometem ajudar a criar o maior encontro internacional de literatura do nosso país – o FOLIO – com centenas de sessões literárias, debates e apresentações de livros, entre outros eventos. Entrelinhas haverá ainda concertos de música, sessões de teatro e espetáculos de rua, quase sempre com a língua portuguesa como protagonista. De 15 a 25 de outubro, Óbidos tem a palavra.

"Com 459 autores e criadores, 154 sessões literárias, 37 conferências e 36 concertos e espetáculos, o FOLIO não esconde a ambição de se tornar, logo à primeira edição, no maior encontro do género em Portugal. Mas a história do Festival Literário Internacional de Óbidos não começou a escrever-se do zero. Há um par de anos que a localidade faz jus ao estatuto de Vila Literária graças ao nascimento de várias livrarias em locais tão inusitados como uma antiga igreja, uma escola, uma adega ou um mercado. Se a estes locais juntarmos as muralhas do castelo e as ruas medievais encontraremos, por certo, o cenário ideal para um festival literário único.

De A(gualusa) a Z(enith)

Poucos eventos como este juntarão tantos autores por metro quadrado e todos com uma papel ativo no festival, como acontece com as aulas literárias realizadas no Museu Municipal. Por exemplo, Pedro Mexia irá falar sobre Agustina Bessa-Luís (dia 15, 15 horas), Gonçalo M. Tavares abordará a temática da cegueira a partir do livro de Saramago “Ensaio Sobre a Cegueira” (dia 18, 15 horas) e Ricard Zenith irá mostrar porque razão é considerado um dos principais especialistas mundiais sobre a vida e obra de Fernando Pessoa (dia 24, 11 horas). José Eduardo Agualusa, um dos curadores do FOLIO, também convidou Mia Couto para uma aula a meias sobre literatura africana (dia 18, 15 horas). Todas as aulas são gratuitas.

"Do programa constam ainda tertúlias literárias, como a que junta Andreia Brites, Isabel Minhós e F. Pinto do Amaral na Livraria da Adega (dia 15, 18 horas) uma maratona de leitura (dia 17, 15 horas), um seminário internacoinal sobre educação, leitura e literaturas (dias 17 e 18) e até uma Conversa de Bolso com Marcelo Rebelo de Sousa sobre o tema… “As eleições que todos querem ganhar” (dia 19, 19 horas). Entre os vários debates e encontros de escritores há um particularmente divertido sobre literatura e humor (dia 24, às 16h30, com a presença de Ricardo Araújo Pereira) e outro mais picante, sobre a relação entre os livros e o sexo (dia 22, 14h30). “Como levar a cama para a literatura e a literatura para a cama?” será a pergunta lançada pela moderadora Filipa Martins. As mesas de autores realizam-se na tenda dos escritores e a entrada custa cinco euros, enquanto os workhops, tertúlias e muitas outras atividades têm participação livre.

"O FOLIO servirá ainda de pretexto ao lançamento de vários livros, quase sempre com a presença dos autores. São os casos de Possidónio Cachapa que apresentará “Viagem ao Coração dos Pássaros” (dia 17, às 17 horas), Gonçalo M. Tavares, com “O Torcicologista, Excelência” (dia 18, 16h30) ou Gregório Duvivier (do grupo humorístico Porta dos Fundos) com “Caviar é uma Ova” (dia 23, 19 horas). Quer ver ao vivo ou pedir um autógrafo do seu escritor preferido? Aproveite a oportunidade.

Um palco para todas as artes

"Mas nem só com livros e escritores se escreve a primeira edição do FOLIO. O festival também apresenta uma surpreendente programação musical, com destaque para os Duetos Improváveis que irão juntar, por exemplo, António Zambujo e Mayra Andrade (dia 16, 22h30), Gisela João e as Bordadeiras de Óbidos (dia 22, 22h30) ou Cristina Branco e Mário Laginha (dia 24, 22h30). Os concertos realizados na Cerca do Castelo de Óbidos custam 12 euros mas há outros, como o concerto inaugural (dia 15, 21h30, na tenda concertos) com entrada grátis.

"No cinema merecem destaque os filmes que passaram obras literárias para a tela, como “Vale Abraão”, de Manoel de Oliveira, inspirado no livro homónimo de Agustina Bessa-Luís, ou “Os Mistérios de Lisboa”, realizado por Raoul Ruiz com base no livro de Camilo Castelo Branco. Já no teatro, Diogo Infante voltará a Interpretar a “Ode Marítima” de Álvaro de Campos/Fernando Pessoa (dia 19, 21 horas) e Maria Rueff leva ao palco “António e Maria”, a partir da obra de António Lobo Antunes (dia . O bilhete para cada peça também custa 12 euros.

"Quem passar por Óbidos poderá assistir igualmente a várias exposições, como “Uns sem tempo, Outros sem pressas”, um conjunto de fotografias de escritores realizadas para a revista LER, “Photocall”, com caricaturas de escritores assinadas por André Carrilho, ou “A Maior Flor do Mundo de José Saramago”, que dá a conhecer o trabalho do ilustrador André Letria. Por fim, também não faltam razões para levar os seus filhos ao FOLIO e a maior delas é, provavelmente, a “Pim – Mostra de Palavras, Ilustração e Movimentos de Leitura”, que promete fazer as delícias dos mais novos na área de literatura infanto-juvenil.

"O festival abre (dias 15, 17 horas) e fecha (dia 25, 19h30) com o mesmo espetáculo ao ar livre – Elefante Salomão -, uma encenação inspirada na obra de José Saramago que percorrerá as ruas de Óbidos, a Vila Literária. Conheça aqui a programação completa e os preços dos eventos não gratuitos”.


Enviar um comentário