quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Durão Barroso despede-se, após dez anos de presidência da União Europeia...Adeus, Até nunca Mais!!!

A União Europeia livra-se de um dos seu piores líderes dos últimos anos.

Os cidadãos europeus livram-se de um dos  homens que mais contribuiu para acentuar as desigualdades na Europa e para lhes retirar direitos.

Durão Barroso foi o pior líder da Comissão Europeia, fazendo desta instituição um mero executante das políticas impostas pelos "mercados" financeiros especulativos.

Aos trabalhadores europeus Durão Barroso "ofereceu" um futuro de degradação e desvalorização social, oferecendo-lhes como modelo a  exploração  "à chinesa", a precariedade do emprego e o desemprego em larga escala.

Ao longo de dez anos Durão Barroso liderou a destruição de um ideal de solidariedade e subsidiariedade, que era concretizado no aperfeiçoamento do  Estado Social europeu.

Durão Barroso, ao contrário do que disse na sua despedida, deixou o ideal  europeu, de justiça, de solidariedade  e de igualdade, à beira do colapso.

A sua incompetência, na forma como geriu a crise financeira, colocando os cidadãos a pagar os crimes da grande finança que a provocaram, abriu caminho ao populismo e à extrema-direita.

A sua incompetência e o modo como se deixou dominar pelos interesse instalados dos especuladores financeiros puseram a Europa à beira da desagregação.

Talvez ainda haja tempo para recuperar destes dez últimos anos perdidos, mas só se se fizer uma ruptura radical com a triste herança de Durão Barroso.

Esperemos não ter de ouvir falar de Durão Barroso...nunca mais!!!

Sem comentários: