quinta-feira, 30 de julho de 2015

ainda alguém acredita em programas eleitorais?

(o verdadeiro "cartaz eleitoral" do PAF!!!)

Não li, nem tenciono ler, os programas eleitorais da coligação de direita e do PS.

Os dois últimos governos desses partidos já mostraram que as promessas eleitorais não são para cumprir e que podem fazer exactamente o contrário do que prometeram, sem se envergonharem.

No que respeita àquilo que são as promessas da coligação de direita, o desplante é total.

Estes desculpam-se com o memorando da troika para não terem cumprido no primeiro mandato com as promessas eleitorais.

Mas o que fizeram de pior não foi em nome do memorando da troika mas porque queriam ir além da troika e só não foi pior porque o tribunal constitucional não deixou.

Para além de todas as promessas, quem manda de facto são os burocratas não eleitos de Bruxelas e a Alemanha e quem se opuser a estes sai humilhado como aconteceu com os gregos.

Os programas políticos eleitorais não passam assim de mero lixo e a escolha eleitoral sobre quem vai executar as políticas austeritarias de Bruxelas é entre o " polícia bom" e o "polícia mau".

Mais importante do que eleger quem nos vai tramar é eleger quem ainda nos pode defender, na oposição, contra os governos colaboracionistas.

Enviar um comentário