quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

Uma Cosntituição ingrata para com tão "brilhantes" governantes...



As sociedades democráticas e liberais regem-se pelo primado da lei.

Nessas sociedades a lei é elaborada por um poder legislativo livremente eleito e as leis regem-se pela igualdade e pela justiça.

O principal documento que garante a igualdade, a justiça e a democraticidade na elaboração e aplicação das leis é uma Constituição livremente construída e votada por uma assembleia constituinte livremente eleita.

Por isso faz-me alguma confusão o argumentário de políticos, comentadores e economistas contra a Constituição da República Portuguesa, apontada por eles como uma “força de bloqueio”  às decisões deste governo e das suas medidas orçamentais, contra o Tibunal Constitucional, cujas funções se relacionam com a análise da constitucionalidade dessas decisões, e contra a decisão do Presidente de República, que deve ser o primeiro garante do cumprimento da Constituição.

Mais confusão me faz ainda que muitos desses políticos, comentadores e economistas passam a vida com a palavra “liberal” na ponta da língua….é como aqueles governantes que, vendendo o país ao desbarato e destruindo a vida dos portugueses, exibem uma bandeira portuguesa na lapela…

Para esta gente esta Constituição é apenas…um problema de pintelhos …

Sem comentários: