quinta-feira, 12 de junho de 2014

Bagdad à beira de cair nas mãos de extremistas islâmicos, ainda piores que a Al Qaeda:


Enquanto a Europa anda distraida com as suas pequenas guerras de poder e em agradar aos "mercados", Bagdad está à beira de cair nas mãos de radicais islâmicos,ainda piores que a Al Qaeda ( ver a propósito :Más brutal que Al Qaeda | Internacional | EL PAÍS (clicar para ler)).

É bom não esquecer que foi a forma irresponsável como, no passado recente, Bush jr. e Tony Blair, com o apoio de Barroso, destruiriam os equilíbrios estratégicos no Iraque e do Médio Oriente que permitiu potenciar a influência e o poder desses grupos.

É bom não esquecer que a pressa da NATO em derrubar o ditador Kadafhy, sem pensar em alternativas, deu força ao radicalismo islâmico, que aí passaram a ter uma base permanente de apoio .

É bom também não esquecer que a forma como o ocidente lidou com a situação dramática que se vive na Síria, contribuiu para que esses grupos extremistas tivessem ganho influência no Médio Oriente e conseguido avançar militarmente no Iraque.

Não deixa de ser irónico que agora, para que o extremismo islâmico não se instale numa vasta zona do Iraque, que pode estender-se a todo o país, iniciando daí a destabilização total do Médio Oriente e do Mediterrâneo ( e a prazo da Europa) seja determinante a oposição que lhe é feita pelo...Irão (!!!) ...pela ....Síria(!!!) e ....pela Rússia (!!!!)....



Sem comentários: