sexta-feira, 12 de junho de 2015

Venderam a TAP por 10 milhões?...só podem estar a gozar connosco!!!


Não me oponho à privatização de serviços públicos, mas considero que, em determinadas áreas, o Estado deve manter o controle, substituindo a venda pela concessão.

A Energia, a Água, os Transportes , a Educação e Saúde podem ser geridas e concessionada a privados, mas o Estado tem de ter sempre a última palavra, de forma a garantir os direitos dos cidadãos, podendo, a qualquer momento, se não for cumprido o que foi contratado, retirar a concessão e retomar o controle da situação.

Era isso que se devia ter passado com a TAP.

Mas o mais grave disto tudo são os valores que se anunciam para a venda dessa empresa aos privados.

Se o concorrente vencedor era o melhor dos três que se anunciaram, o único a dar algumas garantias de qualidade, já o valor anunciado de 10 milhões para a compra da companhia portuguesa de aviação é uma ofensa aos portugueses e uma atitude de pura negligência por parte de quem nos governa.

10 milhões para o comum dos cidadãos até parece muito dinheiro, mas para o orçamento gerido por um Estado é um valor irrisório.

Seria o mesmo que um qualquer cidadão, de classe média, vender o seu automóvel por 1 euro para ajudar a pagar a mensalidade da casa!!!!

Ao aceitar esse valor os governantes responsáveis por este mau negócio para o Estado e para os portugueses, o Primeiro-ministro Passos Coelho, o Ministro Pires de Lima e o secretário de estado dos transportes, ou são incompetentes, irresponsáveis e estúpidos ou então são mesmo criminosos e deviam ser julgado por esse mau negócio para o país.

Ainda vamos ver algum deles na gestão de alguma empresa ligada aos novos proprietário da TAP no futuro, só assim se explica um tão mau negócio...

Aos empresários portugueses sérios fica aqui um aviso: Não contratem um único governante deste governo para gerirem a vossa empresa, se querem continuar a fazer bons negócios.

É que, com se viu, esta gente revelou-se totalmente incapaz de realizar bons negócios e, a negociarem desta maneira, só vão contribuir para o desastre financeiro de qualquer empresa que venham a gerir.

1 comentário:

Luis Nogueira disse...

"...ou são mesmo criminosos..."
OU? Desculpa? Qual é a dúvida?