segunda-feira, 15 de abril de 2013

QUEM PAGA? Cavaco parte hoje para a Colômbia em visita oficial

O Presidente da República parte hoje para uma visita à Colômbia e ao Peru.

Até aqui nada de extraordinários.

Extraordinário é o número da acompanhantes da comitiva presidencial, mais de ....cem pessoas.
E este número é um número por baixo: basta somar os 70 empresários dessa comitiva (dos quais 30 vão por "conta própria", mas não deixarão de beneficiar de algumas benesses pagas pelo contribuinte), cerca de 20 escritores (o lado quanto a mim menos polémico desta comitiva), pelo menos dois ministros e mais 5 parlamentares. Se somarmos a tudo isto assessores,secretários, seguranças...., o número ultrapassará em muito os cem.

Nunca percebi estas imensas comitivas de "empresários" e políticos que costumam acompanhar ministros e presidentes, ainda menos nunca ouvi alguém questionar a relação custo/benefício para o país de tais comitivas.

Existindo associações empresariais, não percebo porque não basta um representante dessas associações, tendo de ir sempre dezenas de empresários, muitos daqueles que passam a vida a dizer na comunicação social que os portugueses vivem acima das suas possibilidades ou a defender o empobrecimento dos portugueses e cortes salariais, ou a protestar contra o Estado ( que lhe paga as viagens e os negócios).

Se estamos de facto em crise, então os contribuintes só têm de pagar as visitas de estado estritamente necessárias e comitivas reduzidas ao essencial.

Como já me cortaram nestes últimos três anos o equivalente a umas cinquenta viagens de oito dias àqueles locais, exijo que me digam quanto custa o luxo desta comitiva.

Em abono da verdade registe-se o facto do Bloco de Esquerda, por razão de coerência, ter recusado o convite para integrar um deputado seu nessa comitiva.

Sem comentários: