segunda-feira, 18 de junho de 2012

ELEIÇÕES NA GRÉCIA - A VITÒRIA DA CHANAGEM?


A chantagem e o medo resultaram.

Lá ganhou o partido da austeridade, amiguinho da srª Merkel, que ficou eufórica com o sucedido.
Parece que os “burros” da Comissão Europeia, do BCE e do governo alemão, só perceberam as aparências.

Não fosse o absurdo sistema eleitoral grego que, à maneira da corrupção  e das aldrabices que os puseram na actual situação, “oferece” 50 deputados ao partido mais votado (uma maneira de perpetuar no poder os mesmos partidos e as mesmas famílias que, com a conivência da Alemanha, do BCE e da Comissão Europeia conduziram o país para o abismo), e o resultado teria sido bem mais complicado.

O que essa gente, eufórica com o resultado não percebeu foram os sinais: 

- uma abstenção próxima dos 50%, que revela a desconfiança dos gregos em relação aos seus políticos e até, o que é mais preocupante, em relação à democracia;

- entre aqueles que votaram , cerca de metade votou nos partidos anti-austeridade, o que revela o aumento do descontentamento em relação aos partidos pró-troika;

- a extrema direita, assumidamente nazi, manteve praticamente a preocupante votação anterior…o pouco que perdeu foi a favor da Nova Democracia, uma rica “companhia” para o partido favorito da Srª Merkel, da Comissão Europeia e do BCE!!!.

A partir de agora, convencidos de que a chantagem e o medo resultam, a srª Merkel, a Comissão Europeia e o BCE vão usar essa estratégia contra portugueses, irlandeses, espanhóis, italianos, cipriotas e quem mais vier, para lhes impor o seu desastroso modelo de austeridade punitiva, o que vai dar, a prazo, muito mau resultado…mas então já será tarde demais…

Sem comentários: