terça-feira, 20 de março de 2012

SR. SARKOZY: Este é o resultado do Discurso do Ódio...

5 de Março- o primeiro-ministro francês François Fillon faz um ataque na rádio às tradições muçulmanas e judaicas, que considera “ancestrais” face à “modernidade” da França actual.


10 de Março – em campanha eleitoral Sarkozy faz um violento ataque aos imigrantes, prometendo reduzi-los para metade em solo francês.


Podemos juntar a tudo isto recentes ataques do ministro do interior francês à expansão cultural dos muçulmanos em França.


11 de Março – um desconhecido mata em Toulouse um militar francês de origem magrebina.


15 de Março – o mesmo desconhecido (sabe-se agora) mata mais dois militares com a mesma origem, desta vez em Montauban.


19 de Março – o até agora incógnito assassino volta a matar em Toulouse, desta vez 3 crianças e um adulto judeus.


Hitler e o Holocausto não teriam existido sem Goebbeels…


Ao tentarem desesperadamente colar-se à extrema direita francesa, Sarkozy e os seus apoiantes abriram a arca de pandora do mais abjeto ódio racista.


Será que os franceses se vão deixar enganar mais uma vez pelo oportunismo político de Sarkozy, que agora procura virar a seu favor este acto hediondo, desdobrando-se freneticamente em medidas de homenagens às vítimas?

Sem comentários: