quinta-feira, 14 de abril de 2016

A Falta de valores humanos no leste da Europa : Bulgária tem 'caçadores de refugiados'


Quem visita  paises do leste europeu, que pertenceram ao antigo bloco soviético, apercebe-se da falta de valores democráticos e liberais que aí domina.

O que existe é uma visão esteriotipada dos "valores ocidentais", centrada na ostentação e na caricatura da "vida à ocidental".

Notícias recentes sobre o crescimento de movimentos xenófobos nesses países mais confirmam aquela sensação.

A falta de valores humanistas e democráticos, sempre tão apregoados na boca dos seus líderes políticos, é diariamente confirmada no modo como os refugiados das guerras da Líbia, da Síria, do Iraque e do Afeganistão (fomentadas por interesses ocidentais,os financeiros, os militares e os políticos) são tratados por esses países (Eslováquia, Republica Checa, Hungria, Macedónia e agora a Bulgária...).

O mais grave é que alguns desses países tenham sido integrados à pressa na União Europeia, apenas porque interessava ao corruptos sistemas financeiro ocidental e às negociatas da classe político  europeia, nomeadamente a alemã.

Com essa integração apressada dos países do leste, a Alemanha procurou  concluir o velho sonho hitleriano, derrotado na segunda guerra, de construir o seu "espaço vital" a leste.

Fê-lo à custa da integração europeia e dos valores solidários, democráticos e liberais que estiveram na origem da fundação da União Europeia.

A falta de humanismo e a crescente degradação do rudimentar modelo democrático em vigor nos países do leste europeu, construído à sombra da corrupção generalizada, deve-se, por um lado, ao falhanço do modelo "socialista" que vigorou nesses países, que esmagou os valores humanos, democráticos e liberais ao longo de gerações, valores estes que, por necessidade de rápida integração na "Europa", para satisfazer as ambições da Alemanha e das corruptas elites "democráticas" desses países, foram "assumidos" pelas "novas" elites políticas desses países, de forma estereotipada e apressada, sem convicção, tornando a "democracia" e a "liberdade" da maioria dos países do leste europeu uma caricatura barata.

Por isso não nos admira que, num país "europeu" como a Bulgária, ocorram situações como as que agora foram descobertas, e que nos envergonham a todos, enquanto "europeus".

Se a pressão sobre países, por causa de décimas de milésimas no cumprimento de déficites orçamentais, penaliza fortemente os não cumpridores e os seus cidadãos, admira-nos que o mesmo critério de respeito pelos compromissos europeus, neste caso bem mais graves do ponto de vista dos direitos humanos e dos valores europeus, não esteja a ser já exigido a esses países. 

Até Quando?.

Bulgária tem 'caçadores de refugiados': Um grupo de pessoas, todas elas voluntárias, pertencentes a uma organização búlgara nacionalista, deteve dezenas de refugiados que estavam a chegar à fronteira turca.(clicar para ler mais).

Sem comentários: