quinta-feira, 9 de abril de 2015

Freitas do Amaral quer relatório sobre programa da Troika


Freitas do Amaral deu ontem uma esclarecedora entrevista à TVI 24, onde abordou a actual situação política na Europa e em Portugal.

Alertou para as malfeitorias do neoliberalismo, dominante nas instituições europeias, contra a democracia e a cidadania, criticou a atitude da Alemanha na Europa como responsável por destruir o projecto europeu e denunciou a forma como a troika e o governo português contribuiram para agravar a situação social em Portugal.

A sua posição só pode espantar quem não tem acompanhado a evolução das suas atitudes políticas recentes, mas não deixa de ser motivador que, juntando-se a outras vozes oriundas da direita, como Bagão Félix ou Pacheco Pereira, sejam cada vez mais aqueles que, para além das divergências ideológicas, se apercebem do perigo que a actual deriva neoliberal, que está por detrás das actuais políticas de austeridade e da acção das troikas, está a por em perigo, não só o projecto europeu, como a própria democracia.

Uma das idéias mais originais dessa entrevista, e que devia ser um exigência das oposições ao actual desgoverno, quer em Portugal, quer na União Europeia, é a idéia de se elaborar um relatório independente sobre a aplicação do programa da troika. Freitas do Amaral, aliás, explica bem porque é que, quer este governo, quer a troika, nunca se exigiram a si próprios a elaboração de um tal relatório.

Uma entrevista a ouvir com a atenção que merece: 

Sem comentários: