segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

O "PUTO" "IGNORANTÃO" VOLTA A DIZER ALARVIDADES...:Passos diz que pensionistas "estão a receber mais do que descontaram" - PÚBLICO


Insuportável.. 

Começa a ser insuportável ouvir as “bocas” deste primeiro-ministro.

Exercendo funções para as quais foi eleito tendo por base um programa e promessas feitas em campanha que são, em muitos aspectos, o contrário daquilo que tem andado a fazer, já não bastava essa grande farsa e ainda o temos de aturar com “bocas” ofensivas todos os dias e eivadas do pior populismo.

Todos os dias surgem novas “bocas”, tentando atirar portugueses contra portugueses e desrespeitando a lei e a Constituição, que o garoto  ignorante que nos canhou na rifa como líder do governo do país parece não conhecer, tudo em nome da mais abjecta ideologia neoliberal que pretende destruir o que resta do Estado Português;

Ele é a venda ao desbarato de empresas essenciais ao funcionamento do país a gente obscura, como alguns empresários oriundos de “países emergentes” e a organizações criadas à sombra do desrespeito mais elementar pelos direitos sociais e humanos, como o são as empresas de capital chinês ou angolano;

Ele é o assalto aos cidadãos através de uma ignóbil revisão das tabelas de impostos, tendo como único objectivo financiar e salvar o sector bancário e financeiro,  cuja irresponsabilidade levou o país  e a Europa ao desastre, ou para pagar juros impostos pelos mesmos agiotas que provocaram a crise;

Ele é o total desrespeito por todos aqueles que sempre pagaram os seus impostos e por aqueles que sempre viveram do seu trabalho, longe das negociatas que nos levaram a esta situação e que nunca beneficiaram de “fundos europeus” ou de outras benesses “estatais”, tudo fazendo este governo para continuar a beneficiar os especuladores e os corruptos que continuam a fugir com o seu capital para os paraísos fiscais;

Ele é a tentativa de destruir o factor trabalho, através da destruição dos mais elementares direitos sociais e humanos (…sim, é bom recordar, os direitos sociais também fazem parte dos Direitos Humanos…), através da desvalorização salarial, do agravamento das condições de trabalho e da destruição de empregos;

Ele é a tentativa de fazer passar um discurso caritativo que substitua as obrigações sociais do estado e da sociedade, pretendendo criar um país de pobrezinhos e remediados que possam ser “ajudados” com esmolinhas e produtos fora de prazo para lavar a “boa consciência cristã” de ricos e poderosos;

Ele é finalmente a constante tentativa de virar portuguese contra portugueses, procurando fazer passar o discurso dos “privilégios” dos funcionários públicos em relação aos trabalhadores do sector privado, dos “privilégios” daqueles que têm emprego em relação ao crescente número de desempregados, e,  agora, dos “privilégios” daqueles que têm reformas de “luxo” e “milionárias” ( e para o primeiro-ministro, como se vê pelas medidas deste orçamento, uma reforma acima de 1300 euros é um “reforma de luxo” e “milionária”), mas que, tirando os antigos administradores do Banco de Portugal e da banca em geral, alguns “boys” da administração pública, ex-ministros ou políticos com uma “longa” carreira de …12 anos, sempre descontaram ao longo da vida para tais “reformas de luxo” e “milionárias”.

O discurso populista, ignóbil e ignorantão deste primeiro-ministro é cada vez mais insuportável.


Sem comentários: