segunda-feira, 16 de abril de 2012

O CRIME COMPENSA


Considerações a propósito do caso “Portucale”

Com a justiça que temos em Portugal, o crime compensa, principalmente se se tiver dinheiro para pagar a bons advogados.
Se tiver dinheiro para pagar a bons advogados, pode escapar sempre à justiça, seguindo  o seguinte roteiro:
- Use e abuse dos alçapões legais, criados por uma legislação confusa e permissiva, que pode ser desenvencilhada a seu favor pelos mesmos advogados que foram pagos a peso de ouro para aconselhar o parlamento na sua elaboração, propositadamente de forma confusa e permissiva para só poder ser interpretada e percebida por essa minoria de advogados, quase sempre ao mais mediáticos e mais bem pagos do país.
- se mesmo assim não resultar, use e abuse dos erros processuais, do prolongamento do processo em tribunal, das contradições das testemunhas que, após anos de julgamento, entrarão facilmente em contradição e em lapsos de memória, tudo isto utilizado a seu favor.
- se ainda assim for condenado, tem duas opções: encher o tribunal de recursos até os crimes prescreverem ou andar de tribunal em tribunal até um juiz considerar o seu recurso e o ilibar.
É assim que, em Portugal, a corrupção e o crime de colarinho branco, nunca vão levar alguém à prisão e até pode ser que esse corrupto e criminoso, saindo ilibado, ainda venha a ter direito a indemnizações para limpar o seu “bom nome”….
...mas se você for um cidadão honesto e, principalmente, com pouco dinheiro, então faça tudo o que estiver ao seu alcance para não cair sob a alçada da lei...

Sem comentários: