terça-feira, 18 de setembro de 2012

REACÇÕES ( OU FALTA DELAS) SOBRE O 15 DE SETEMBRO - OS PIRATAS, OS BUROCRATAS E A AMANTE DELES:




O silêncio do governo e dos responsáveis do PSD sobre a manifestação de 15 de Setembro começa a ser demasiado ruidosa.

Apenas um descarado Aguiar Branco tenta cinicamente desvalorizar o significado da manifestação , afirmando que muitos “amigos” dele também estiveram lá. Não falta muito e ainda vamos ouvir  algum ministro afirmar que andou nesse dia a gritar na rua contra a troika.

Mas, se por cá, ao que parece, não temos governo há uns três dias, lá por fora os responsáveis pela crise apressaram-se a vir em defesa das medidas de austeridade impostas aos portugueses pelos capatazes que por cá governam em seu nome.

Não faltaram os piratas da agência de rating Moody´s a dizer que é preciso ir ainda mais longe na austeridade. É incrível que se continue a dar crédito a esses criminosos, com grande responsabilidade na situação, dos principais beneficiados com a crise que criaram. Num mundo justo estariam em tribunal a responder pelos seus crimes financeiros…

Veio também um imberbe cinzentão burocrata da Comissão Europeia, uma instituição não eleita pelos cidadãos europeus,  que tem sido totalmente irresponsável e incapaz de fazer frente ao ataque especulativo contra o euro, mas  capaz de destruir alegremente o Modelo Social Europeu para agradar aos “mercados”, ameaçar os portugueses com o corte no empréstimo negociado com a troika, caso não se continue na via da austeridade cega contra os cidadãos portugueses ( e não só…).

Faltava a cereja no cimo do bolo podre que essa gente nos anda a cozinhas: -  a opinião da srªMerkel, a ex-comunista da Alemanha de leste, (que se defende dizendo que só se inscreveu no partido para poder estudar, resposta reveladora do seu carácter) e que só descobriu os malefícios do comunismo no dia em que caiu o muro, afirmando, em tom ameaçador, que a austeridade é para continuar.

Não se espera do governo português, mero executante dessas medidas,( cujos membros exibem descaradamente a bandeira portuguesa à lapela, provavelmente  para limpar a consciência de todo o mal que andam a fazer ao país), qualquer reacção a essa afronta contra os portugueses,  porque ninguém morde na voz do dono, mas já se exigia ao sr. Presidente da República, que também anda desaparecido, uma palavra em defesa de Portugal…

Enfim, já não há pachorra para essa gente…

Sem comentários: