quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

SACANAS SEM LEI : Governador do Banco de Portugal admite necessidade de mais medidas de austeridade para cumprir metas do Orçamento de Estado.



No mesmo dia em que surgiu a notícia onde se revelava que os "colaboradores" do Banco de Portugal não serão privados do subsidio de Férias e do 13ª mês, ao contrário do que irá acontecer aos restantes trabalhadores do estado, o governador do Banco de Portugal  vem defender a necessidade de mais medidas de austeridade.
...e esta gente dorme bem de noite?

Sem comentários: