sexta-feira, 1 de julho de 2016

Dos “Magriços” aos “Empatas” (…porque hoje vou falar de Futebol!!!)


Há 50 anos atrás o futebol português realizava o seu maior feito de sempre até essa data, ao chegar às meias-finais do Campeonato do Mundo, esse ano realizado em Inglaterra.
Ontem, o futebol português conseguiu uma proeza, que ainda não é a maior de sempre, pois para isso necessita de chegar à final e ganhá-la , mas é significativa, repetindo-se o apuramento para uma meia-final.
A equipa daquele já distante ano de 1966 foi apelidada de “Os Magriços”.
A de hoje bem podia ser apelidada de “Os Empatas”.
De facto, a selecção portuguesa chegou onde chegou empatando todos os jogos dentro do tempo regulamentar, feito que, se não for original em competições internacionais, é, no mínimo, raro.
Pessoalmente os jogos que tenho visto da nossa selecção não me têm entusiasmado por aí além, mas, pelos vistos, a sua prestação tem sido eficiente, com alguma sorte à mistura.
Parece que o “futebol alemão”, frio, calculista, eficiente, mas sem criatividade ou entusiasmo, se está a tornar moda por essa Europa fora, matando o futebol como espectáculo, mas dando títulos.
Esse tipo de futebol tem sido dominante neste europeu, um metáfora do que se passa, em termos políticos, socias, económicos e culturais neste velho continente, dominado pelo calculismo e frieza germânica .
Poucos têm sido os jogos de puro prazer futebolístico, o contrário do que vimos na Copa América, e raras as equipas com um rasgo de imaginação e inovação.
Apenas os jogos da  Bélgica, da Islândia e da Itália me têm feito ficar agarrado ao écran. Os outros têm-me feito adormecer a meio dos jogos.
Mas, se se confirmar a falta de brilho e o jogo monótono e chato que os alemães impuseram ao futebol europeu, chegarão à final as equipas mais eficiente e calculistas, Portugal e a Alemanha, e, neste caso, espero que os portugueses não percam a oportunidade de, não só se desforrarem do Mundial, como dar um grande desgosto aos alemães.
…que o futebol nos vingue!

2 comentários:

Dr Alberto Caetano disse...

O que é preciso é ter calma que ainda podemos empatar mais 2 jogos; depois é rezar a são Patricio para que defenda uns penalties e marcar os que temos a marcar; qualquer semelhança com o actual governo do Pais que chegou la mesmo sem ter ganho nada não sei se sera apenas pura coincidencia!!!

Venerando António Aspra de Matos disse...

é mesmo isso ah!ah!ah!...