quarta-feira, 18 de junho de 2014

Enquanto o governo anda a brincar ao "incentivo à natalidade", empresas portuguesas obrigam mulheres a comprometerem-se a não engravidar durante cinco anos


A notícia foi hoje divulgada pela Antena 1, mas só é surpresa para quem não conhece a realidade e a impunidades como funciona parte do super protegido mundo empresarial português.

A notícia é divulgada pelo responsável por uma comissão formada pelo governo para estudar medidas para fomentar a natalidade.

Mas, para isso, é preciso formar mais uma comissão?

Será que os senhores que nos governam não sabem quais são as medidas para aumentar a natalidade?

Não é preciso ser um grande especialista na matéria para saber que muitas dessas medidas passam por maior facilidade de emprego, maior estabilidade profissional, dar perspectivas de futuro aos pais, fomentar a igualdade de gênero, melhorar as condições de vida e de habitação das famílias, apostar na educação e na saúde e obrigar as empresas a cumprirem as leis que já existem, tudo o contrário daquilo que este governo, com a benção da Comissão Europeia do sr. Barroso, têm andado a fazer nos últimos anos.

Para um governo que manda os jovens emigrar, que considera o desemprego uma oportunidade, que retira direitos sociais, que corta na educação, na saúde e nos apoios sociais, que fomenta a chico-espertice empresarial, etc.etc., etc.....é preciso ser muito cinico e ter uma grande dose de falta de vergonha para vir agora falar em "estudar medidas para fomentar a natalidade"!!!!

Sem comentários: