quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

Recordar Pete Seeger - 3 - Como eu, com a "ajuda" de Ruben de Carvalho, recordo"aquela noite" em Lisboa:

Recordo-me bem daquele memorável noite, já lá vão...trinta anos e um mês (!!!).

O Pavilhão dos Desportos (hoje Carlos Lopes) estava a abarrotar.

fã de longa data de Pete Seeger, foi a realização de um sonho poder vê-lo ao vivo.

Lembro-me também de Pete Seeger, que se apresentava em palco com toda a humildade que o caracterizou em vida, mas ainda com uma voz forte e firme, ter aproveitado para homenagear o Zeca Afonso que se encontrava na primeira fila, já doente, e que se levantou com alguma dificuldade. 

Foi a última vez que eu, e muitos dos presentes, vimos o Zeca, que morreria pouco mais de quatro anos depois.

Do concerto resultou um LP duplo, que eu comprei assim que saiu, e, mais tarde um CD com um livro de fotografias e uma biografia de Pete Seegar, que também  adquiri religiosamente alguns anos depois.

Foi ainda com uma felis surpresas que pude ver o reaparecimento de Pete por ocasião da cessão comemorativa da tomada de posse do presidente Obama.

Aqui vos deixo a descrição desse concerto por um dos  responsáveis por esse grande concerto que ficou na memória musical de todos a que ele assistiram:


"Ruben de Carvalho recorda concerto "memorável" de Pete Seeger em Lisboa

in Lusa e Blitz on-line de 29 de Janeiro de 2014:

"Em 1983, o músico norte-americano que hoje faleceu tocou em Lisboa, "a pedido" de figuras como Sérgio Godinho. Do espetáculo esgotado nasceu um álbum ao vivo.

"O músico norte-americano Pete Seeger, que morreu na segunda-feira aos 94 anos, deu em 1983 um concerto "memorável" em Lisboa e que ficou registado em álbum, recordou à Lusa Ruben de Carvalho, um dos promotores do espetáculo.

"Considerado uma das figuras primordiais do folk norte-americano, Peter Seeger fez da canção uma arma de ativismo social e político, juntando-se a vários movimentos cívicos pelos direitos humanos ao longo do século XX, contra a opressão e a guerra.

"A 02 de dezembro de 1983 atuou no Pavilhão dos Desportos de Lisboa, para uma plateia que esgotou os bilhetes "num ai, em dois dias", e o concerto acabou por ser editado em álbum, acompanhado de um pequeno livro e um folheto com fotografias.


Ruben de Carvalho recorda concerto "memorável" de Pete Seeger em Lisboa -


"Fizemos várias tentativas para trazer o Pete Seeger a Portugal e conseguimos depois de lhe ter escrito uma carta. Criámos uma comissão, com João Paulo Guerra, José Jorge Letria, Daniel Ricardo e o Sérgio Godinho", recordou Ruben de Carvalho, antigo jornalista e membro do Comité Central do PCP.

"Ruben de Carvalho, responsável pelo ciclo "Hootenanny", de blues e folk, na Culturgest, afirmou ainda que na altura do concerto conseguiu convencer Pete Seeger a não atuar sozinho em palco, tendo contado com as participações de Júlio Pereira, Zé da Ponte e Guilherme Inês.

"Houve ainda uma projeção de "slides" com as letras das canções numa tela com imagens criadas pelo artista plástico Rogério Ribeiro.

"Não tínhamos pensado em gravar o concerto, mas o ambiente era tão simpático que se conseguiu reunir condições para isso", disse.

"Por essa razão, pela adesão do público - que Pete Seeger iria recordar noutras ocasiões - Ruben de Carvalho tem na lembrança "uma coisa verdadeiramente memorável. Foi uma coisa gloriosa".

"Ruben de Carvalho admitiu ser um enorme fã da família Seeger ("já cá trouxe o irmão Mike Seeger e o sobrinho Anthony Seeger"), descrevendo Pete Seeger como "um exemplo de firmeza ideológica", um nome fundamental "de toda uma geração que fez parte da folk".

"Juntamente com Woody Guthrie, foi um dos responsáveis pela divulgação da música folk norte-americana, assinando canções como "Where Have All the Flowers Gone?", "If I Had a Hammer (The Hammer Song") e "Turn, Turn, Turn", e interpretando temas como "We Shall Overcome".

"Tocador de guitarra, ukulele e banjo (instrumento no qual tinha gravada a frase "Esta máquina cerca o ódio e força-o à rendição"), Peter Seeger participou em 2009 no concerto de celebração da eleição de Barack Obama como presidente dos Estados Unidos, interpretando, ao lado de Bruce Springsteen e do neto Tao Rodríguez-Seeger, a canção "This land is your land", de Guthrie.

"Os 90 anos do músico foram celebrados no Madison Square Garden, em Nova Iorque, com um concerto em que Bruce Springsteen o apresentou como "um arquivo vivo da música americana e da sua consciência, um testemunho do poder da música e da cultura".

"Alinhamento do disco Pete Seeger Ao Vivo em Lisboa (gravado a 2 de dezembro de 1983).

1 Introdução Ao Espectáculo
2 Union Maid
3 Guantanamera
4 Italian Flute
5 I Come And Stand At Every Door
6 We Shall Overcome
7 Wasn't That A Time
8 Christo Ya Nació
9 Well May The World Go
10 This Old Man
11 We Shall Overcome"



Sem comentários: