terça-feira, 20 de novembro de 2012

PAZ NO MÉDIO ORIENTE - UM SONHO CADA DIA MAIS LONGE:

Esta é uma imagem que se afasta cada vez mais da realidade.

A comunidade internacional, mais uma vez, mostra-se impotente perante a escalada da violência em Israel e na Palestina e os extremistas, dos dois lados, tomam conta da situação.

O problema da palestina é muitos complexo, mas há um ponto em que ambas as partes se devem empenhar que é o respeito pela existência da outra parte. 

Tanto os israelitas como os palestinianos têm direito a viver em paz.

Se uma parte da liderança palestiniana, principalmente os movimentos fundamentalistas que dominam a faixa de Gaza, assume atitudes cada vez mais condenáveis contra Israel, lançando o pânico entre os civis israelitas com o lançamento cego e indiscriminado de rockets, já o governo israelita, que se tem em conta de ser democrático e civilizado, coloca-se ao nível de um qualquer Assad ou Kadafhi, lançando ataques indiscriminados contra a faixa de Gaza, que tem feito centenas de vítimas entre a população civil.

Se parte da  Palestina e parte de  Israel são dominados por políticos incendiários e extremistas, incapazes de travar a escalada de violência, é tempo da comunidade internacional agir, começando, por exemplo, por controlar o fornecimento de armamento e de financiamentos às duas partes, até que estas parem com a violência. Não foi assim na Líbia?.

Sem comentários: