quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Governo recua no corte de subsídios em apenas 24 horas.

Esta notícia trouxe-me à memória uma cena do filme "Diários do Rum". Um mafioso ligado aos sectores financeiros e de construção civil na Costa Rica dos anos 60, falando da forma como negoceiam um  preço ou negócio explicava a um jornalista que, quando queriam obter um benefício de 5%, propunham ao seu interlocutor que esse benefício fosse de 10%.

Depois íam baixando até aos 5% e a outra parte pensava que até tinha ganho com essa negociação.
O que é um facto é que, sem grandes ondas, os mafiosos conseguiam o tal ganho de 5%.

O que se passou ontem com a concertação social foi idêntico. O governo propôs um corte de 10% nos subsidios de desemprego mais baixos.

...Um ufano João Proença, cada vez mais a fazer o papel do "idiota útil" deste governo, apareceu horas depois com uma baixa desse valor em 6% como se fosse um grande recuo do governo...!!!

 O que é um facto é que os que recebem o mais baixo valor do subsidio de desemprego vão mesmo ter um corte, equivalente a cerca de 25 euros...

Sem comentários: